terça-feira, 5 de julho de 2016

[Destaque] A Insustentável Leveza do Ser

O tcheco Milan Kundera escreveu a Insustentável Leveza do Ser em 1982, mas o livro só foi publicado em 1984, e em francês. A versão original em tcheco foi publicada no ano seguinte.

Trata-se da história de duas mulheres, dois homens, e suas vidas na Primavera de Praga, em 1968, quando a República Tcheca, país natal de Kundera, ainda era unida a Eslováquia e formava a Tchecoslováquia.

O enredo explora a vida artística e cultural da sociedade do país no período em que ocorreu a Operação Danúbio: a invasão de União Soviética, Hungria, Bulgária e Polônia ao território tchecoslovaco. Os principais personagens são Tomáš, um cirurgião adúltero; sua esposa Tereza, uma fotógrafa angustiada pela infidelidade do marido; Sabina, a amante de Tomáš e artista; Franz, um professor universitário suíço e amante de Sabina; e Simon, filho de Tomáš em outro casamento.

Kundera usa de conteúdos filosóficos, na tentativa de explicar ao leitor suas perspectivas e em que pensamentos a história se desenrola. Com referências a Nietszche e Parmênides, o enrego se desenrola sob uma perspectiva, um pensamento existencial. Trata de temas filosóficos como Leveza e Peso, Eterno Retorno e Compaixão.


A Insustentável Leveza do Ser teve uma adaptação para o cinema em 1988, estrelando Daniel Day-Lewis, Lena Olin e Juliette Binoche. Kundera explica que o filme teve muito pouco a ver com o espírito do romance ou de seus personagens. Desde então, não permite mais adaptações de seus trabalhos.

Milan Kundera - A Insustentável Leveza do Ser
Companhia de Bolso
R$10,00

Nenhum comentário:

Postar um comentário